Imprimir

Crédito de baixo carbono apoia aquisição de equipamentos para empresas

Linha do Bandes possibilita a comercialização de produtos que contribuam para a redução de CO2 com parcelamentos mais vantajosos
A linha promete auxiliar as cadeias produtivas de diversos segmentos produtivos

O apoio para a aquisição de sistemas de geração de energia renovável, aquecedores solares, ônibus e caminhões elétricos, híbridos e movidos exclusivamente a biocombustível e demais máquinas e equipamentos ambientalmente mais eficientes já é realidade no Estado. O Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) tem disponível para as empresas capixabas uma linha de crédito voltada à aquisição de equipamentos, máquinas e veículos dotados de tecnologias de acionamento que contribuam com a redução de emissão de gases de efeito estufa.

Para permitir que o desenvolvimento econômico do Espírito Santo esteja alinhado às causas de sustentabilidade socioambiental, com a preservação dos recursos naturais e fauna e flora capixabas, o Bandes atua com a linha Finame Baixo Carbono, com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O instrumento promete auxiliar as cadeias produtivas de diversos segmentos produtivos e, também, ao usuário final em seus compromissos atrelados à agenda ambiental. O objetivo é possibilitar a aquisição de máquinas, equipamentos, bens industrializados, de informática ou de automação com condições acessíveis. Todos os produtos devem ser novos, de fabricação nacional e cadastrados no Credenciamento Finame (CFI) do Sistema BNDES.

Para o gerente de Negócios do Bandes, Mario Augusto Jantorno, a economia mundial vem se adaptando e incluindo os conceitos ESG (Environmental, Social, and Governance), questões ambientais, sociais e de governança das empresas, nas rotinas organizacionais, permitindo a ampliação de oferta e demanda por linhas de crédito verde no mercado nacional e estadual.

“Investimentos em processos de produção mais sustentáveis, desenvolvimento de novas fontes de energia, eficiência energética, bioeconomia, mercado de carbono, entre outros, são pilares promissores para atrair de investimentos e uma tendência de mercado. Com essa linha, trabalhamos para oferecer aos empresários capixabas crédito que contribua para o desenvolvimento de seus planos de negócios e, ao mesmo tempo, produza uma melhoria significativa na qualidade de vida dos cidadãos e do meio ambiente”, afirma.

O entendimento e a aplicabilidade de critérios ESG pelas empresas brasileiras é, cada vez mais, uma realidade. Dar condições para que as empresas capixabas possam atuar de acordo com padrões ESG amplia a competitividade do setor empresarial, seja no mercado interno ou no exterior.

“O Bandes está alinhado ao que há de mais contemporâneo em relação às discussões promovidas pelos bancos de desenvolvimento internacionais. Trazer a matriz ESG para os financiamentos do banco foi uma decisão acertada dentro da política de desenvolvimento do Governo do Estado e mostra que estamos indo por um rumo positivo, incentivando e fomentando que as empresas adotem práticas sustentáveis e socialmente responsáveis, possibilitando um crescimento saudável para a economia capixaba”, destaca o diretor-presidente do Bandes, Marcelo Barbosa Saintive.

Além disso, os benefícios para o empresário investir por meio da linha são inúmeros, uma vez que há um movimento global para o crescimento do mercado de baixo carbono e as condições operacionais desse produto são das mais competitivas dentro da realidade do mercado, contando com prazos de até de dez anos e carência de até dois, com taxas acessíveis para pagamentos das parcelas. Além disso, a linha conta com um bônus de redução de 1% nas taxas de juros para os clientes adimplentes do banco capixaba.

No Bandes, cerca de R$ 130 milhões estão disponíveis para operação com as diversas linhas do banco, incluindo o crédito de baixo carbono para tornar o Espírito Santo um exemplo de economia sustentável. A instituição atua para que os empresários tenham acesso facilitado a financiamentos que estejam alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) e apoiem o crescimento verde e a melhoria do bem-estar social.

Condições operacionais:
Juros: a partir de 2,95% ao ano*
Prazo: até 120 meses
Carência: até 24 meses
CET – Custo Efetivo Total a partir de 4,50% a.a. + SELIC
*considerando o bônus de adimplência de 1%
Informações sobre linhas de financiamento:
www.bandes.com.br
faleconosco@bandes.com.br

Informações à imprensa:
Gerência de Comunicação Institucional do Bandes
Bárbara Deps Bonato / Wilson Igreja Campos
(27) 99774-4428 / (27) 3331-4424
comunica@bandes.com.br




Fonte: https://www.bandes.com.br/Site/Noticias/Print?id=1958