Imprimir

Agronegócio: um ciclo produtivo que movimenta um terço do PIB estadual

Oportunidades de negócios e crédito para o setor serão debatidos pelo diretor-presidente do Bandes, Munir Abud de Oliveira, em Linhares, nesta sexta (26)
O diretor-presidente do Bandes, Munir Abud de Oliveira, durante o evento
O encontro reuniu cerca de 250 empresários ligados ao agronegócio

Principal fonte de renda de mais de 80% dos municípios capixabas, o Agronegócio é uma das principais atividades econômicas do Estado, com grande impacto na geração de emprego e no abastecimento dos lares capixabas. Historicamente, o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) é um dos principais parceiros para o desenvolvimento e a competividade do setor, com o financiamento de máquinas, equipamentos e ao investimento na modernização e adoção de novas tecnologias e inovação no campo.

O banco de desenvolvimento capixaba, que atuou por décadas como um dos principais financiadores da agricultura familiar no Espírito Santo, passou por um reposicionamento e passou a operar com empresas e segmentos que fomentam as cadeias produtivas locais, inclusive, na agroindústria. Seja com programas especiais, com recursos próprios, seja como repassador do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Bandes continua atuando com as empresas do segmento.

Os números e os produtos do banco destinados ao setor foram apresentados, nesta sexta-feira (26), em Linhares, pelo diretor-presidente do Bandes, Munir Abud de Oliveira, durante o 1º Encontro Agrobusiness Espírito Santo, no painel “O sistema financeiro como alavanca para os bons resultados da Agroindústria". O encontro reuniu cerca de 250 empresários ligados ao agronegócio, abordando temas de impacto para o desenvolvimento do setor.

“O banco vem buscando um diálogo constante com lideranças para potencializar as cadeias produtivas ligadas ao agronegócio capixaba. Nosso intuito, como banco de desenvolvimento, é a promoção de negócios competitivos e adoção de boas práticas de produção, principalmente ligadas à agroindústria e às agrotechs, startups que oferecem soluções tecnológicas para otimizar a produtividade”, enfatiza Abud de Oliveira.

Mais de R$ 750 milhões aprovados

O ciclo do agronegócio é formado pelos insumos, a produção, distribuição e o consumo. E os produtos gerados são basicamente alimentos, in natura ou processados, biocombustíveis, têxteis e madeiras. Nos últimos dez anos, o Bandes aprovou cerca de R$ 750 milhões, beneficiando 16, 2 mil projetos de investimento.

De acordo com os dados do Centro de Desenvolvimento do Agronegócio (Cedagro), o setor é responsável por um terço do PIB estadual, com aproximadamente 33% dos empregos gerados na economia, sendo a principal atividade econômica de mais de 80% dos municípios capixabas.

Informações sobre linhas de financiamento:
www.bandes.com.br/emergencial
faleconosco@bandes.com.br

Informações à Imprensa:
Gerência de Comunicação Institucional do Bandes
Bárbara Deps Bonato / Wilson Igreja Campos
(27) 99774-4428 / (27) 3331-4424
comunica@bandes.com.br

Oportunidades de negócios e crédito para o setor foram debatidos pelo diretor-presidente do Bandes em Linhares




Fonte: https://www.bandes.com.br/Site/Noticias/Print?id=1462