Preview Cookie

 



Fomento à Inovação

O Fundo de Inovação, gerido pelo Bandes, destina recurso inicial de cerca de R$ 30 milhões para empreendedores
03/06/2013 00:30
Compartilhe Imprimir print

Inovação tecnológica é destaque na XIII Conferência Anpei

Inovar, competir e crescer. É com essa ideia que a XIII Conferência da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei), que tem o apoio do Governo do Espírito Santo por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Trabalho (Sectti), tem início em Vitória nesta segunda-feira (03). Com o tema “Inovação Competitiva e Aberta: Transformando o Brasil”, o evento promove a participação da classe empresarial local, visando à disseminação da cultura inovadora nas empresas.

A Conferência que vai até quarta-feira (05) é voltada para empresários, executivos e gestores de pesquisa e desenvolvimento de empresas, dirigentes e técnicos de organismos governamentais da área de ciência, tecnologia e inovação, de universidades, institutos de pesquisa e agências de fomento. O evento contará ainda com o renomado físico inglês Chris Anderson, autor do livro ‘A Cauda Longa’.

searchANPEI

Anderson demonstrou, em seu livro, como a internet amplificou as possibilidades de se inovar e fazer negócios para mercados de nichos, estratégia adotada com sucesso por empresas como Amazon e Apple. Um dos mais prestigiados profissionais do mercado de tecnologia, Anderson será o principal palestrante da Conferência, e se apresentará nesta terça-feira (04).

Mario Barra, coordenador geral da conferência, destaca a importância do evento. “Queremos acabar com o mistério que cerca a palavra inovação, a ideia de que é algo muito complexo e fora da realidade da pequena empresa. Mas também sabemos que inovação tem sido um termo muito usado e que corremos o risco de vê-lo banalizado. Para a Anpei, inovação tem um significado específico e deve ser entendida como uma estratégia fundamental para a competitividade e sobrevivência das empresas”.

Lei e Fundo de Inovação


Nesse contexto de incentivos a área de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras o Governo do Espírito Santo, por meio da Sectti elaborou e aprovou a Lei de Inovação que é um importante instrumento de impulso para a economia estadual. A Lei contemplou a criação do Fundo de Inovação que é gerido pelo Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) com recurso inicial de cerca de R$ 30 milhões. Na última terça-feira (28) o Conselho Gestor do Fundo tomou posse. O projeto torna o Espírito Santo um dos estados na lista dos que destinam recursos para o desenvolvimento tecnológico.

Para o secretário Jadir Péla as aprovações da Lei e do Fundo de Inovação são uma conquista para o estado. “A criação e aprovação da Lei e do Fundo irá contribuir na geração de emprego e renda, especialmente para os jovens, que possuem uma grande quantidade de ideias e projetos que podem ser revertidos em trabalhos e na criação de empresas inovadoras exportando conhecimento, tecnologia e produtos e serviços de alto valor agregado”.

Péla também pontua outras importantes ações para o Espírito Santo na área de Ciência, Tecnologia e Inovação, como a representação de toda a América Latina que o Espírito Santo fez na Feira Internacional de Invenções, Inovações e Negócios do Irã onde foram conquistados cinco títulos e medalhas, tornando o Brasil o país mais premiado. Também no campo do fomento para a pesquisa e inovação foram assinados os protocolos de intenção para os Polos Tecnológicos dos municípios da Serra e de Vila Velha.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação – SECTTI
Lívia Bernabé
(27) 3636-1822 / (27) 9964-2490
livia@sectti.es.gov.br
Thiago Alves
(27) 3636-1807
thiago.alves@sectti.es.gov.br