Preview Cookie

 



Bandes investe R$ 46 milhões na ampliação da Liquiport em Vila Velha

A maior operação de crédito do banco deve gerar impacto para a cadeia produtiva da região.
15/12/2023 09:00
Compartilhe Imprimir print

searchO projeto de expansão da empresa envolve a instalação de oito silos de armazenagem

Recentemente, o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) voltou a operar com as linhas do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em sua cartela de produtos. A retomada da parceria foi marcada com chave de ouro: a maior operação de crédito da história do banco foi aprovada para a empresa capixaba Liquiport, no valor de R$ 46 milhões.

Um dos principais impactos do investimento na empresa será no Porto de Vitória. A ampliação vai ajudar a superar os desafios da movimentação de cargas pelo porto, aumentando a capacidade de armazenamento das instalações. Isso não só fortalece a infraestrutura do porto da Capital, como também impulsiona a competitividade do Espírito Santo no cenário logístico nacional e internacional.

“A Liquiport desempenha papel relevante na infraestrutura logística e na promoção do comércio internacional no Espírito Santo. Com este financiamento, estamos apoiando não apenas a empresa, mas também toda a cadeia produtiva associada, incluindo o setor portuário, o de transporte e a indústria exportadora. Isso demonstra o compromisso do Bandes em impulsionar não apenas o crescimento de empresas individuais, mas sim o crescimento sustentável de setores inteiros. Nossa missão cria um ambiente favorável ao crescimento por meio de parcerias estratégicas e do financiamento a projetos-chave, contribuindo para a diversificação da economia do Espírito Santo e para a geração de empregos”, destaca o diretor-presidente do Bandes, Marcelo Barbosa Saintive.

Localizada em Vila Velha, a Liquiport buscou os recursos para ampliar suas operações no segmento de logística e armazenagem a granel. Com o financiamento, a empresa será capaz de expandir sua capacidade de armazenamento e oferecer soluções logísticas mais eficientes aos seus clientes, além de contribuir para a melhoria da infraestrutura portuária do Espírito Santo.

O projeto de expansão da empresa envolve a instalação de oito silos de armazenagem de grãos com funcionamento automatizado e acessórios de interligação e transporte. Ainda em etapa de formalização do contrato, o projeto tem previsão de começar a operar os novos silos ainda em 2023, aumentando significativamente a capacidade de armazenamento para 30.800 toneladas.

Além disso, o investimento aprovado pelo Bandes vai fortalecer toda a cadeia produtiva capixaba. Por ser uma empresa de logística, um setor transversal da economia, o crescimento da Liquiport desencadeia no aumento de negócios para fornecedores, empresas terceirizadas, exportadores e, consequentemente, na geração de empregos e renda para o Espírito Santo. Além disso, a expectativa da empresa é de que a ampliação resulte em um aumento de pelo menos 20% nos seus resultados líquidos.

“Todos os envolvidos nesse processo se beneficiam: a empresa, com o aumento da receita, o porto, com a cobrança das tarifas, a administração pública, com o aumento na arrecadação de impostos, e a comunidade, com as ações sociais contínuas desenvolvidas pela Liquiport”, declara o diretor Financeiro da Liquiport, Érico Ferreira. Esse impacto demonstra o compromisso do Bandes em apoiar o crescimento das empresas para impulsionar o desenvolvimento econômico capixaba.

searchUm dos principais impactos do investimento na empresa será no Porto de Vitória

Segundo o diretor de Negócios do Bandes, Marcos Kneip Navarro, a aprovação da Liquiport é um marco histórico no apoio ao setor portuário. “Essa operação abrange estruturas e atividades que são essenciais para o transporte, a armazenagem e distribuição de matérias-primas. Dessa forma, fortalecerá nossa infraestrutura portuária, impulsionará a competitividade, possibilitando a diversificação e atração de novas cargas para o Estado, contribuindo com o desenvolvimento da economia capixaba", afirma o diretor.

Segundo o diretor financeiro da Liquiport, a empresa buscou o Bandes para expandir suas instalações devido às atrativas taxas aplicadas e à possibilidade de ter prazos maiores para pagamento. “Por ser um banco de desenvolvimento, o Bandes tem um corpo técnico capaz de analisar os grandes projetos, de interesse do Estado, que exigem recursos vultuosos e prazos mais elásticos para atingir o equilíbrio financeiro”, conta Érico Ferreira.

O Bandes trabalha para dar aos empresários a oportunidade de crescimento de seus negócios por meio de linhas de financiamento que contribuam para o desenvolvimento sustentável do Espírito Santo. A diretora Operacional do Bandes, Gabriela Vichi de Almeida, lembra a importância da retomada dos investimentos com recursos do BNDES para fortalecer a economia capixaba. “Ficamos contentes em retomar essa parceria com o BNDES e poder investir em negócios que gerem impacto para a realidade capixaba, como o da Liquiport. Mais do que uma solução financeira, o financiamento é um incentivo ao crescimento, à inovação e à geração de empregos em nosso Estado”, reforça.

Este financiamento é uma prova do compromisso do Bandes em ser parceiro das empresas capixabas, fornecendo soluções financeiras que impulsionam o crescimento e a inovação. Com o crédito adequado para as cadeias produtivas estratégicas, será possível impulsionar ainda mais o desenvolvimento sustentável do Espírito Santo. "O Bandes tem um papel relevante no financiamento ao desenvolvimento sustentável do Espírito Santo, e projetos de investimento como o da Liquiport seguem essa linha de atuação. O Bandes investe naquilo que transforma o ES", destaca o diretor de Riscos, Administração e Finanças do Bandes, Sávio Bertochi Caçador.

Linhas de financiamento BNDES
As linhas com recursos provenientes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) são ideais para financiamentos de pequenas e médias empresas (PMEs) capixabas. As taxas são as menores do mercado e, no Bandes, os clientes adimplentes contam com um bônus de redução de 1% nos juros para financiamentos dessas linhas. O empresariado também pode adquirir fôlego para a aplicação dos recursos, visto que os prazos podem chegar a até dez anos para pagamentos, com carência de até dois anos para as linhas BNDES Finame, e com prazos de até 20 anos para a linha BNDES Automático Investimento.

Financiando a aquisição e a comercialização de máquinas, equipamentos, sistemas industriais, projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação, as linhas BNDES são possibilidades excelentes para que os empreendedores estaduais diversifiquem as empresas, permitindo o aumento da capacidade produtiva.

Informações sobre linhas de financiamento:
bandes.com.br/credito

Texto: Maine Pinheiro

Informações à Imprensa:
Gerência de Comunicação Institucional do Bandes
Bárbara Deps Bonato / Wilson Igreja Campos
(27) 99774-4428 / (27) 3331-4424
comunica@bandes.com.br