Preview Cookie

 



Estamos na era dos meios de pagamento digital. Confira o que você precisa saber sobre o Pix

Artigo de opinião: Ricardo Teixeira Mendes, gerente de Negócios Bandes
05/11/2020 09:00
Compartilhe Imprimir print

searchArtigo publicado em novembro em A Tribuna

A ampla disponibilidade oferecida pelo Pix promete revolucionar a forma como nos relacionamos com os pagamentos ou transferências de valores. Por contemplar as transações entre pessoas físicas, empresas e Governo, uma série de possibilidades de relações instantâneas se abrem, como por exemplo, a transferência de valores entre pessoas físicas, o pagamento de contas e até o recolhimento de impostos e taxas. As relações, dessa forma, se darão de consumidor para consumidor, consumidor para pessoa jurídica, pessoa jurídica para pessoa jurídica e entre pessoas físicas ou jurídicas e o Governo.

O Pix é pautado nas características de disponibilidade, velocidade, conveniência, segurança, ambiente aberto, multiplicidade de casos de uso e fluxo de dados com informações agregadas sem pertencer a nenhuma instituição financeira e acessível nos aplicativos dos bancos ou das fintechs que desenvolvem as soluções chamadas de carteiras digitais. Além dos aplicativos, todos os bancos com mais de 500 mil clientes ativos serão obrigados a oferecer esse serviço de pagamento e recebimento para seus correntistas. As transações poderão ser realizadas por meio de uma chave Pix cadastrada em seu banco ou fintech de carteira digital, ou ainda por um QRCode gerado para o pagamento, além da forma tradicional, informando os dados bancários e o beneficiário.

A adoção do Pix deve ocorrer primeiramente com o público já bancarizado e pelas empresas em geral, principalmente a partir da divulgação dos serviços e competição das próprias instituições financeiras, como também pela adoção das pessoas físicas e dos pequenos negócios, que começarão a demandar esse tipo de solução digital. Os benefícios desse novo sistema são múltiplos, contemplando os pagadores, os recebedores e o ecossistema de pagamento como um todo.

Como toda inovação, principalmente àquelas relacionadas ao mundo digital, certamente veremos num curto espaço de tempo novas soluções e formas de aplicação desta funcionalidade sendo incorporadas no nosso dia a dia, cumprindo a expectativa de tornar as relações de pagamento mais rápidas, dinâmicas e funcionais, além da redução dos custos hoje existentes com tarifas, bandeiras, aluguel ou aquisição de máquinas de cartão etc. As empresas que primeiro enxergarem os benefícios do sistema sairão na frente, gerando mais valor e praticidade para seus clientes e se apropriando das vantagens desse novo meio de pagamento digital.

Mais do que nunca devemos estar atentos às inovações que vão surgindo com a intensificação cada vez maior das soluções que a internet, a interligação de sistemas e as funcionalidades possíveis que os aplicativos móveis oferecem para o mercado e para a sociedade. Agora é acompanhar os desdobramentos deste e das demais inovações que virão a passos cada vez mais rápidos para o nosso dia a dia.

Para saber mais sobre a atuação dos gerentes de negócios clique aqui.

*Administrador e gerente de Negócios do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes).