Ministério da Economia autoriza Bandes a captar US$ 30 milhões junto ao BID

A captação de recursos atenderá empresas que foram impactadas economicamente pelo Covid-19.
06/07/2020 10:15
Compartilhe Imprimir print

searchO processo de captação de recursos junto ao BID é o primeiro na história do banco com instituições internacionais.

A Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex), do Ministério da Economia, aprovou a Carta Consulta do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) para a captação de recursos externos financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Com a autorização, o Bandes dará andamento ao processo de captação de recursos no valor de US$ 30 milhões, junto ao banco multilateral, com o objetivo de financiar micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) com linhas de crédito emergencial no Estado. A expectativa, após a conclusão de todas as etapas, é que os recursos estejam disponíveis em agosto deste ano.

O diretor-presidente do Bandes, Maurício Cézar Duque, enfatiza o esforço do banco de desenvolvimento capixaba em buscar novas fontes de recursos e atuar como um dos principais agentes de fomento da economia capixaba.

“Esta captação de recursos no BID é um marco importante na história do banco: é a primeira com uma instituição financeira internacional. O Bandes está buscando alternativas de recursos para reforçar a sua capacidade de dar suporte financeiro às empresas neste momento de retração econômica. E para reforçar o papel de instituição compromissada com o desenvolvimento socioeconômico, assumimos um compromisso de investir, no mínimo, 20% das operações para empresas lideradas por mulheres”, destaca Duque.

O diretor-presidente do Bandes adianta que as linhas de financiamento ainda estão em fase de elaboração, mas algumas questões já estão definidas, além do direcionamento de 20% das operações para empresas comandadas por mulheres: as propostas serão para apoios de R$ 1 milhão, com prazo de 96 meses e, prioritariamente para capital de giro. “Caso seja necessário, financiaremos investimentos nas empresas, mas a prioridade é para capital de giro”, salienta.

Tradicionalmente, o Bandes disponibiliza recursos financeiros por meio de suas linhas de crédito para que as empresas ganhem “fôlego” para enfrentar adversidades econômicas, ambientais e sociais. E, neste momento, em que muitos empreendimentos foram impactados economicamente pelo novo Coronavírus (Covid-19), o banco trabalha para ampliar a fonte de recursos disponíveis aos empresários. A meta é que o banco atenda a cerca de 300 empresas e ajude a preservar, aproximadamente, 15 mil empregos na economia capixaba com os recursos do BID.

Etapas da captação dos recursos A aprovação na Cofiex, órgão integrante da estrutura do Ministério da Economia, teve resolução publicada na quarta-feira (01), no Diário Oficial da União. Esta é a primeira etapa para a obtenção dos financiamentos externos.

A etapa seguinte é a autorização da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales), em conjunto com o Bandes e o Governo do Estado, sobre as formas de garantia a serem apresentadas ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Há ainda a etapa de entrega de documentação à Secretaria de Tesouro Nacional (STN) para avaliação de concessão da garantia soberana da União.

Informações à imprensa:
Gerência de Comunicação Institucional do Bandes
Bárbara Deps Bonato / Wilson Igreja Campos
comunica@bandes.com.br
www.facebook.com/bandesonline