Fundos e Programas

FUNDÁGUA

Fundo Estadual de Recursos Hídricos do Espírito Santo (FUNDÁGUA)

O Fundo Estadual de Recursos Hídricos do Espírito Santo (FUNDÁGUA) é um instrumento da Política Estadual de Recursos Hídricos destinado à captação e à aplicação de recursos financeiros para garantir um melhor gerenciamento dos recursos hídricos no Estado.

O Fundo é vinculado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEAMA) e tem o Instituto Estadual do Meio Ambiente (IEMA) na função de secretaria executiva.

Os recursos financeiros do FUNDÁGUA, provenientes dos royalties do petróleo, do setor energético e do orçamento do Governo do Estado podem ser aplicados em programas e projetos (demanda espontânea ou estimulada pela SEAMA), no Programa de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) e em financiamentos.

O Bandes, como gestor financeiro do FUNDÁGUA, colabora para transformar os recursos do Fundo em uma oportunidade para que os proprietários rurais possam agir em favor do meio ambiente nas suas propriedades.

Essa oportunidade é viabilizada por meio da linha de financiamento Fundágua Reflorestamento e do Programa de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), cujo apoio ocorre via SEAMA/IEMA.

Fundágua Reflorestamento


O financiamento é indicado a projetos que tenham a finalidade de proteger, recuperar e adequar áreas de Preservação Permanente, Reserva Legal, Reserva Particular do Patrimônio Natural, degradadas ou de uso ambiental.

O objetivo do Bandes com a linha é buscar melhor convergência entre a política de crédito e desenvolvimento agropecuário do Estado e a política de recuperação e conservação dos recursos naturais. Assim, o banco contribui para que o Estado permaneça produtivo e para que, a longo prazo, os produtores rurais sintam menos os efeitos de sua interferência na natureza.

Para mais informações, clique aqui

Programa de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA)

O Bandes opera, junto com SEAMA/IEMA, o programa que remunera proprietários rurais pelo serviço ambiental prestado de preservação e conservação da cobertura florestal e de nascentes em sua propriedade. A definição do apoio é feita de acordo com estudos e políticas estabelecidos pelos órgãos estaduais.

Para mais informações acesse SEAMA/IEMA