Preview Cookie

 



Linha Bandes Retomada

Capital de giro*

Para as micro, pequenas e médias empresas prontas para voltar a crescer



search


*Crédito será aprovado de acordo com a capacidade de pagamento.

Orientações:
1. Não é necessária a entrega da proposta de crédito emergencial presencialmente no Bandes. Basta imprimir o documento, preenchê-lo, assiná-lo e enviar no formato digital através do botão indicado abaixo;
2. O Bandes orienta imprimir o arquivo a partir da página 03;
3. Os textos em itálico e grifos em cinza são orientações para te ajudar a preencher este formulário e podem ser deletados na versão a ser entregue ao Bandes.







A retomada dos investimentos e o fomento ao ambiente de negócios capixaba, por meio do acesso ao crédito é um dos principais objetivos do Bandes neste momento de pós-pandemia.

Os recursos são provenientes de uma captação de US$ 30 milhões com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para ampliar a disponibilidade de linhas de financiamento para capital de giro emergencial destinado às micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) capixabas. Além disso, pelo convênio com o banco internacional, a linha também destinará, no mínimo, 20% das operações de financiamentos para empresas lideradas por mulheres.

Importante
Caso sua empresa tenha algum débito junto à Receita Federal, Estadual, Municipal e/ou não tenha o certificado de regularidade do FGTS, o prosseguimento do financiamento só será possível após a resolução das pendências e a comprovação por meio da entrega das certidões válidas. Baixe o formulário da proposta de financiamento, preencha as informações, assine-a e envie junto com a documentação solicitada.

Para a avaliação da proposta de crédito emergencial, o empresário deverá enviar apenas uma solicitação de financiamento por CNPJ.

Nos processos de contratação desta linha de crédito, o banco dá preferência ao processo de assinatura eletrônica para documentos e contratos com clientes. Está em dúvida sobre a assinatura eletrônica de documentos? Clique aqui e confira as principais perguntas sobre o tema.



Custo Efetivo Total (CET) a partir de 6,62% ao ano + Selic